segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Muito ódio no coração

"Declare guerra a quem finge 'te amar', declare guerra
A vida anda ruim na aldeia, chega de passar
A mão na cabeça de quem te sacaneia..."


Aff ¬¬




O homem vê a mulher como se estivesse num frigorífico: um pedaço de nádegas, olhos grandes, cabelos pretos, seios fartos. Ele enxerga a mulher aos pedaços.

Amizade ... assim que é :

A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas.
 
Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos.
A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque não existe.
A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.

 Quando defendemos os nossos amigos, justificamos a nossa amizade.

Colcha de retalhos



Acho que minha vida é isso... ‘uma colcha de retalhos’, que quanto mais se desgasta menos bela é.
Eu sou feita de tantos retalhos e minhas ilusões são os remendos que fazem com que esses retalhos, pedacinhos de mim, permaneçam juntos. Mas os remendos estão se tornando cada vez mais gastos, o tecido apodrece cada vez mais depressa e a única coisa que consigo enxergar são os pedacinhos que vão se perdendo no caminho.
Hoje essa colcha já não me protege como antes, nem do frio, nem do medo, já não basta esconder a cabeça para que o sono venha, percebi que o mal que me assombra não é o que está fora, no escuro, mas sim o que se apodera do interior, e eu não tenho tido forças para reprimi-lo, é a inocência em confronto com a realidade, da qual não tenho como fugir.
E nesse ritmo vou perdendo, retalhos, alguns pedacinhos, e remendando outros, mas mo fim não é mas minha colcha, é apenas um pano velho costurado pela vida.


(Ana Pollyanna)

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Modernidade


Uma honesta menina de sete anos admitiu calmemante a seus pais que Luiz Muguel havia lhe dado um beijo depois da aula.


- ' E como aconteceu isso ? ' Perguntou a mãe assutada.


- ' Não foi fácil ' - admitiu a pequena senhorita- ' mas três meninas me ajudaram a segura-lo. '



quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Mar i Ana

free hugs

EIEIEI

Quero te dar um abraço
BEMMMM FORTEEEE
















Sinta-se abraçado(a)

Foi muito forte ???
Você tá com falta de ar ???

DESCULPA

Dia linnndoooo !!!



















 Terê City

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Coitadinha

Galera, vocês sabem que eu não sou de participar de correntes nem por e-mail nem replicando aqui no blog mas dessa vez fiquei comovido com o fato e gostaria de compartilhar com vocês.
Aqueles com interesse e vontade de ajudar repassa essa mensagem por e-mail e/ou publica no blog, twitter, onde for mas vamos ajudar essa familia a encontrar Marcele.
—Olá, caro (a) amigo (a).
Meu nome é Astolfo Sacramento.
 E esta é minha filha.
Marcele

 O nome dela é Marcele.

Ela brincava no fundo do quintal de nossa casa, no Domingo, dia 16 de Agosto, no distrito do Onha, município de Muniz Ferreira, na Bahia, e sumiu.
Marcele se perdeu na vida e, desde aquele dia, eu não tenho mais nem um minuto de paz.
Por favor, repasse essa mensagem para o maior número de pessoas que conseguir.
Estou absolutamente desesperado com a ausência de minha filha amada.
Quanto mais gente vir essa foto, mais fácil será para que nós reencontremos a garota.
Obrigado e que Deus te abençoe,

Astolfo Sacramento.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

A Comlombina diz :


O teu beijo é tão doce, Arlequim...
O teu sonho é tão manso, Pierrô...
Pudesse eu repartir-me
encontrar minha calma
dando a Arlequim meu corpo...
e a Pierrô, minha alma!
Quando tenho Arlequim,
quero Pierrô tristonho,
Pois um dá-me prazer,
o outro dá-me o sonho!
Nessa duplicidade o amor todo se encerra:
Um me fala do céu...outro fala da terra!
Eu amo, porque amar é variar e , em verdade, toda razão do amor
está na variedade...
Penso que morreria o desejo da gente
se Arlequim e Pierrô fossem um ser somente.
Porque a história do amor
só pode se escrever assim:
Um sonho de Pierrô
E um beijo de Arlequim!
(Menotti del Picchia)

quarta-feira, 1 de julho de 2009

sábado, 27 de junho de 2009

(ANA)²

Ana e Eu e Ela e Ana

A bela praia

Era uma vez uma bela praia,
Com areias brancas,
Onde todos viviam brincando Nessa praia
haviam conchas,
Conchas lindas e coloridas
Numa bela praia,
Onde todos viviam brincando
Nessas conchas,
Haviam pérolas,
Pérolas lindas e preciosas,
Numa bela praia,
Onde todos viviam brincando
À procura dessas pérolas,
Tinham pescadores,
Pescadores impetuosos,
À procura de pérolas lindas e preciosas,
Dentro de conchas lindas e coloridas,
Numa bela praia,
Onde todos viviam brincando.
Por trás desses pescadores,
Havia uma joalheria,
Uma joalheria grande e famosa,
A procura de pescadores impetuosos,
À procura de pérolas lindas e preciosas,
Dentro de conchas lindas e coloridas,
Numa bela praia,
Onde todos viviam brincando
Por trás dessa joalheria,
Havia certo homem,
Ele encomendara um colar de pérolas,
Em uma joalheria grande e famosa,
A procura de pescadores impetuosos,
À procura de pérolas lindas e preciosas,
Dentro de conchas lindas e coloridas,
Numa bela praia,
Onde todos viviam brincando
Por trás desse homem,
Havia uma mulher,
Ela pediu um colar de pérolas,
A certo homem,
Que encomendara um colar de pérolas,
Em uma joalheria grande e famosa,
À procura de pescadores impetuosos
À procura de pérolas lindas e preciosas,
Dentro de conchas lindas e coloridas,
Numa bela praia,
Onde todos viviam brincando
Essa mulher desistiu do colar,
Tranqüilizou certo homem,
Que cancelou a compra na joalheria,
Que não mais procura pescadores impetuosos,
Que desistiram das lindas e preciosas pérolas,
Que continuarão dentro de conchas lindas e coloridas,
Ao luar de uma bela praia,
Onde todos já estavam dormindo.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

...

" Passei tempo demais sendo levada pelo vento,
agora estou ajustando as velas pra ir na direção que EU quero"

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Vá a merdaaaaaaaaa

Você e sua Leoa / abelha ...
PQP ... pq eu ainda fico me iludindo?!?

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Pratododia
(O Teatro Mágico - Composição: Danilo Souza)
Como arroz e feijão,
é feita de grão em grão
Nossa felicidade
Como arroz e feijão
A perfeita combinação
Soma de duas metades
Como feijão e arroz
que só se encontram depois de abandonar a embalagem
Mas como entender que os dois
Por serem feijão e arroz
Se encontram só de passagem
Me jogo da panela
Pra nela eu me perder
Me sirvo a vontade, que vontade de te ver
O dia do prato chegou é quando eu encontro você
Nem me lembro o que foi diferente!
Mas assim como veio acabou e quando eu penso em você
Choro café e você chora leite
Choro café e você chora leite

quarta-feira, 20 de maio de 2009

3 garotas na calçada

Kid Abelha ... Composição: George Israel / Roberto Frejat / Paula Toller

à noite, aqui na cidade

me chamaram a atenção

3 garotas na calçada

com baixo, bateria e guitarra na mão

qual das 3 é muito doida

quem é que escreve, quem faz na, na, na

quem é a dona da parada

qual a onda que elas vão pegar

de onde vêm eu não sei dizer

mas uma coisa eu não posso negar

elas vão tocar em algum lugar

e hoje à noite o rock vai rolar

Três Calçinhas Delirantes

orgasmo N, TPM Hall de la Ritas, The Mirandas

As Reclusas do fashion Mall

que nome têm eu não vou saber

mas uma coisa eu não posso negar

elas vão tocar em algum lugar

e hoje à noite o rock vai rolar

a calçada vai dar na estrada

e a vida na estrada nunca vai terminar

uma ou milhares de pessoas na noite

noites solitárias no final

o futuro eu não sei prever

mas uma coisa eu não posso negar

elas vão tocar em algum lugar

e hoje à noite o rock vai rolar.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Eu contraditória.


Quando paro pra pensar, fico remoendo o passado e pensando em tudo aquilo que foi dito por pessoas que fizeram e fazem parte da formação do meu caráter e personalidade, sempre me vem em mente nestes momentos uma frase que o amigo Antonello disse sobre mim: “ Você é conservadora.” (Acho que foi essa a frase que ele usou), fico me analisando e tentando decidir se esta critica é verdadeira ou falsa, boa ou ruim, eu fico tentando me confundir, e acreditar que isso não pode ser verdade, porque eu realmente não quero que seja verdade, quer dizer, na maior parte do tempo eu sou toda... feministazinha, arrogantezinha, fico dizendo “ eu não preciso de homens pra nada”, “ eu não quero relacionamentos sérios com ninguém” e coisa e tal... mas eu não consigo mentir tanto assim, mesmo que meu racional queria me enganar, o meus sentimentos falam mais alto e eu sei, sei que nem tudo é como gostaria que fosse, e a verdade é que ele nunca mentiu pra mim, falou muitas besteiras, mas nunca mentiu, e a critica é sim verdadeira, só que pra mim ... é PÉSSIMA.

Quer dizer, isso me torna uma tremenda mentirosa, eu minto pra todo mundo e tento mentir até pra mim.
Eu vivo essa mentira também, me envolvo com varias pessoas e faço-as acreditar que é só momento, mas na verdade não é, nunca é, não pra mim (bom pelo menos não quando eu estou sóbria), eu fico sempre imaginando se é com essa pessoa que eu posso dar um próximo passo, mesmo que tente fingir que este cara, este com quem eu estou neste período de tempo tão curto não é importante pra mim, mesmo que tente fingir que eu não quero nada com ele ... Porra... a verdade é que eu não quero só beijos e carinhos sabe, eu quero mais, quero muito mais, eu quero acreditar, quero confiar, quero ser respeitada, quero atenção, paixão, dialogo, amizade, liberdade ... e quero amor... a ai fazer planos, construir uma vida ao lado dele, quero véu, quero vestir branco e andar ao lado do meu pai em um momento único e especial...


PQPuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu ... eu to escrevendo essa merda e me achando ridícula, PORRA, parece até que eu sou uma dessas menininhas românticas e bonitinhas do tipo que quando criança ficavam brincando e barbie e fazer comidinha, ficava enchendo o saco daquele vizinho pra ele ser o Ken ou experimentar aquele bosta de comidinha de mentira, eu não sou assim sabe, nunca fui, eu era mais do tipo que subia em arvores, muro, fugia de cachorro, soltava pipa, pião, balão, era mais moleque que alguns moleques ... rsrs.

Mas a verdade é que eu quero uma família sabe, a MINHA família, quero ter filhos, limpar as fraldas deles, ouvir choro de bebês até ficar de saco cheio, quero fazer um almoço de domingo e ver crianças correndo e fazendo arte, eu quero envelhecer ao lado de alguém, fazer parte da vida deste alguém, quero que este alguém possa compartilhar tudo comigo, alegrias e tristezas até que a morte nos separe.

I'm there to sing ...

Excerpt "I just do not know what to do with myself" from The White Stripes that reflects my current state of mind ... shit
I just don't know what to do with myself
I don't know what to do with myself
Planning everything for two
Doing everything with you
And now that were through
I just don't know what to do
I just don't know what to do with myself
I don't know what to do with myself
Movies only make me sad
Parties make me feel as bad
'Cause I'm not with you
I just don't know what to do
Like a summer rose
Needs the sun and rain
I need your sweet love
To beat love away
Well I don't know what to do with myself

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Infinito particular

( Marisa Monte )
Eis o melhor e o pior de mim
O meu termômetro, o meu quilate
Vem, cara, me retrate
Não é impossível
Eu não sou difícil de ler
Faça sua parte
Eu sou daqui, eu não sou de Marte
Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta bandeira de mim
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
Em alguns instantes
Sou pequenina e também gigante
Vem, cara, se declara
O mundo é portátil
Pra quem não tem nada a esconder
Olha minha cara
É só mistério, não tem
Vem cá, não tenha medo
A água é potável
Daqui você pode beber
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Beijo Häagen Dazs !

Hahaha ...
Que coisa maluca é essa acontecendo entre mim e este ser doido??? Eu não tenho nada com ele, ele não tem nada comigo ... mas somos unidos por beijos Häagen Dazs ... beijos deliciosos e divertidos; sem compromisso, sem responsabilidades, sem cobranças ou desconfianças.
Uma amiga dele perguntou: - E ai, vocês estão juntos?
Hauhuahua ...
- Nós juntos?!? Claro que não, nos temos uns rolos por ai e damos um apoio moral um ao outro de vez em quando ... só isso.
Ele é mais meu amigo do qualquer coisa, me ajuda quando rola aquelas dores terríveis de cotuvelo ... na verdade quando rola essas coisitas comigo ele é o 1° na minha lista de telefone, quando aquela pessoa, aquela por quem eu estou realmente caindo de amores me deixa meio pra baixo, é a ele que eu recorro.
E é nessa hora que vamos ao mercado pegamos aquele maravilhoso pote de Häagen Dazs de cheesecake, e então somos só eu, ele e nossos beijos Hagen Dazs ... e ele me faz esquecer que tem um babaca me fazendo de idiota, bom, pelos menos eu esqueço enquanto temos Häagen Dazs e besteiras para conversar.

Ney !!!

Cachorro ... safado ... filho da %#?&
Eu odeio esta porcaria toda que estou sentindo... porra é péssimo ficar assim, sem saber o que fazer... eu não sei se ligo, não ligo, fico, não fico ... ele me faz acreditar que tudo pode ser real, eu até consigo lembrar dos meus sonhos ao amanhecer, e isso nunca tinha acontecido comigo antes.
Mas eu fico tão neurótica, não sei se tudo o que ele diz é verdade, e passo tanto tempo esperando uma resposta que fico a cada minuto mais insegura, talvez vez ele não me dê atenção por causa do meu cabelo,talvez seja minha pele, meu jeito de menina travessa, ou minha falta de interesse no mundo a minha volta... o grande problema é que no momento meu único interesse é saber o quão desejada eu sou por este ser.
Putzzz .. eu nunca tinha me sentido assim insegura e sem chão, por ninguém além de mim, meus anseios eram sempre relacionados as minhas próprias críticas, eu nunca fui muito de ligar para análise de outros ao meu respeito ... “ Eu não me importo com o que os outros pensam sobre o que eu faço, e sim com o que eu penso sobre o que eu foco, isso é caráter” (Theodore Roosevelt), esse é meu lema ( um deles .. RS), ou era , porque ultimamente eu me pego cada vez mais vezes imaginando o que ele vai achar da roupa que eu visto ou dos livros que leio, tentando entender porque ele ainda não deixou de pensar nela e porque ele ainda não se deu conta de que eu sou a melhor coisa que aconteceu a ele nos últimos sei lá quanto tempo.
E eu não consigo aceitar isso, mas também não consigo deixar de agir assim. Eu sei que ele não passa de um cara problemático e enrolão me fazendo de boba com o meu consentimento, e essa é a pior parte ... eu sei exatamente onde isso vai dar e o que isso vai causar ... um coração despedaçado ... O MEU ... pela 1° vez.

Quem ele pensa que é... Meu pai !?


PQP ... Ele é meu dono ? desde quando ???
Só porque é um pequeno fator da minha existência não que dizer que eu não existiria sem ele, porque mesmo que meu corpo seja uma mínima, minúscula parte do corpo dele, eu tenho uma vida sabe !? Personalidade, caráter, vontades... e nada disso tem a ver com ele, na verdade eu não me pareço em quase nada com ele, nem fisicamente, já que nem a porcaria daqueles olhos azuis eu herdei.
A minha vida hoje não tem praticamente nenhum vinculo com a dele, fora o fato de morarmos na mesmo casa somos quase estranhos um para o outro.
Ele não me ensinou nada de útil, não me ensinou o que é respeito, o que é confiança, muito menos o que é amor de verdade, o que ele me oferece é um carinho doentio e sufocante, tenta agir como se eu fosse um dos seus bichinhos, faz carinho quando quer, alimenta quando quer, dá atenção quando quer, mas na maior parte do tempo apenas sufoca ... eu me sinto sem ar ... sem espaço ... as vezes fico imaginado se ele não é a versão masculina da Felícia.
As vezes dá pena, ele quer atenção e acha que vai conseguir tentando obrigar as pessoas a dar o que ele quer, mas o que ele não entende é que ele nunca vai conseguir nada com isso o COITADO, porque é isso que ele é ... um coitado , e eu nunca vou ser uma cachorrinha que apanha e depois volta para os pés do dono, eu nunca vou esquecer as porradas que levei ou as palavras duras que ouvi sem propósito algum, sem propósito sim, porque eu não me lembro de ter escutado de sua boca palavras que me proporcionassem alguma coisa boa ou necessária, não houve entre nós nenhuma conversa que tenha sido útil para o meu crescimento, que me mostrasse o que era certo ou errado, ele nunca tentou me dizer o que eu precisava ouvi, eu tive que buscar em outros lugares, em outras pessoas, na maior parte das vezes encontrei o que queria nos meus livros, me imaginei no lugar daquelas personagens, que passam por todos os conflitos que eu, a grande diferença entre nós é que elas tinham alguém para dar apoio a elas, parecia-me tão mais fácil viver no mundo delas ... um mundo tão diferente do meu.
Ele que impor o que acha que é certo e pensa que eu sou obrigada a aceitar... bom eu com certeza não penso assim, não penso como ele... mas eu até tento escutar o que ele tem a dizer, a minha carência é maior do que minha razão. Mas como eu disse não sou uma cachorrinha, e mesmo que minha carência seja grande não sou como um cãozinho domesticado que abaixa a cabeça quando ouve o que não quer, também não tenho mais 5 anos de idade, e eu sei muito bem onde ponho minhas mãos, já faz muito tempo que não me queimo no fogo.
Parece que só ele não entendeu isso ainda, e pra mim não faz a menor diferença.

É isso ai ...

Na verdade não sei o que estou fazendo aqui já que eu sempre soube o que iria acontecer. Você vai estar aqui estar aqui até eu ficar saturada, olhar pra você vai ser um suplicio, estar ao seu lado vai ser totalmente entediante, beijar sua boca vai ter um gosto amargo; mas eu não vou te deixar, não vou ter coragem de te pedir pra partir... Porque ??? Porque eu ainda vou gostar de você, sempre vou sentir o carinho do primeiro olhar, mas neste ponto não vou te desejar como naquela primeira vez.
Mas vou querer que você esteja feliz, e é por isso que vou tentar me iludir, tentando me fazer acreditar que é só uma fase, vai passar... mas ainda assim não vou conseguir fingir, sou uma péssima atriz e você sabe disso; e é por isso que você vai perceber quando eu evitar seus braços ou mesmo desligar o telefone, afinal, nem uma pessoa tão desligada ficaria tanto tempo sem bateria.
E é ai que o drama começa...
Você vai querer saber o que está acontecendo, porque estamos tão afastados. Vai querer saber o que fez de errado, porque eu não te amo mas... bom, na verdade eu nunca te amei, mas também não te enganei quanto a isso, eu te mostrei tudo que sou, todos os defeitos, te contei tudo que podia, você é que não quis ouvir ou ver.
Mas no final a culpa é minha, pois te enganei com as minhas verdades e não fui enganada pelas suas... graças ao meu ceticismo exagerado fechei minha alma e não dei espaço para o seu amor, graças ao meu egocentrismo absurdo não pude te dar toda atenção, graças ao meu egoísmo extremo não pude te amar... carinho, afeto, respeito, confiança, tudo isso existiu entre nós, mas o mais importante faltou, AMOR... Isso ainda não sei se existe ... Talvez um dia eu descubra... mas você não vai estar ao meu lado pra saber se eu descobri.
MAS QUER SABER ... FOI BOM ENQUANTO DUROU.
FOI MUITO BOM ENQUANTO DUROU !

sábado, 25 de abril de 2009

Toldy !!!

Só para loucos, isso é só para loucos...
Caretas não!
Só para loucos, isso é só para loucos...
Ahaaaa...
Colhendo cogumelos na varanda de cristal
A avenida paralela toma forma de aspiral
Colhendo cogumelos pra fazer um chá legal
Ficar muito louco curtindo um visual
Só para loucos, isso é só para loucos...
Caretas não!
Só para loucos, isso é só para os raros...
Confesso abestalhado nunca vi nada igual
O banheiro era refúgio, recanto espiritual
Lá em cima no instante que eu guardava livros raros,
em cima da mesa, perto do vaso
Colhendo sempre flores do espaço do universo,
espinhos do destino fazem parte dos meus versos

sexta-feira, 24 de abril de 2009

O Velho E O Moço

Los Hermanos
(Composição: Rodrigo Amarante)
Deixo tudo assim
Não me importo em ver a idade em mim
Ouço o que convém
Eu gosto é do gasto
Sei do incômodo e ela tem razão
Quando vem dizer, que eu preciso sim
De todo o cuidado
E se eu fosse o primeiro a voltar
Pra mudar o que eu fiz
Quem então agora eu seria?
Ahh, tanto faz
E o que não foi não é
Eu sei que ainda vou voltar
Mas eu quem será?
Deixo tudo assim, não me acanho em ver vaidade em mim
Eu digo o que condiz.
Eu gosto é do estrago.
Sei do escândalo e eles têm razão
Quando vem dizer que eu não sei medir
nem tempo e nem medo
E se eu for o primeiro?
A prever e poder desistir do que for dar errado
Ahhholha, se não sou eu
quem mais vai decidir o que é bom pra mim?
Dispenso a previsão
Ahhh, se o que eu sou
É também o que eu escolhi ser aceito a condição
Vou levando assim
Que o acaso é amigo do meu coração
Quando falo comigo, quando eu sei ouvir.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

I wish you were here

I dig my toes into the sand
The ocean looks like a thousand diamonds strewn
across a blueblanket
I lean against the wind, pretend that
I am weightless
And in this moment I am happy
Happy
I wish you were here
I lay my head onto the sand
The sky resembles a back-lit canopy with holes punched in it
I'm counting UFO's, I signal them with my lighter
And in this moment i am happy
HappyI wish you were here
I wish you were here
The world's a rollercoaster
And I am not strapped in
Maybe I should hold with care
But my hands are busy in the air saying:
I wish you were here

sábado, 11 de abril de 2009

A Outra

Los Hermanos
(Composição: Marcelo Camelo)
Paz, eu quero paz
Já me cansei de ser a última a saber de ti
Se todo mundo sabe quem te faz chegar mais tarde
Eu já cansei de imaginar você com ela
Diz pra mim se vale a pena, amor
A gente ria tanto desses nossos desencontros
Mas você passou do ponto e agora eu já não sei mais...
Eu quero paz
Quero dançar com outro par pra variar, amor
Não dá mais pra fingir que ainda não vi
As cicatrizes que ela fez
Se desta vez ela é senhora deste amor
Pois vá embora, por favor
Que não demora pra essa dor... sangrar

sexta-feira, 6 de março de 2009

Jhonson

A culpa é toda minha ....
Ele nunca me deu motivos para me iludir, nenhum motivo ... mas eu meio que achei mais fácil acreditar que ele fosse mudar, me olhar de outra forma ... mais depois de passar dias ótimos ao seu lado percebo que vai ser sempre a amizade a nos unir ... nada mais que isso.
Ele foi embora e eu so conseguia chorar ... acho que tive que passar por esse momento Jhonson pra entender que eu não passo de uma menina mimada que não consegue esquecer o que quer ter ... mas que depois que tem não consegue consevar ... eu nunca o tive da maneira que gostaria, mas agora que entendo prefiro preservar a amizade e o carinho que temos.
Vou sentir saudades ... todos os dias que se passarem ...
Mas sei que ele vai voltar, e isso que reconforta.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

"Eu não me importo com o que os outros pensam sobre o que eu faço, mas eu me importo muito com o que eu penso sobre o que eu faço. Isso é caráter." Theodore Roosevelt

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Ana Pollyanna segundo Hegel ...

Uma Louca !!! Pois prefere viver na ignorância a viver uma vida como “espírito absoluto”, sente-se desinteressada pelas reflexões artísticas, políticas ou religiosas, preferindo estar em harmonia com seu “espírito subjetivo” e “ objetivo”, tentando atingir uma consciência de si como individuo e a interação com outros indivíduos, deixando de lado qualquer reflexo na história da filosofia. Deste modo Hegel diz que ela nunca poderá encontrar seu verdadeiro EU, pois está cega aos reflexos da filosofia, que é o espelho do espírito e a forma mais elevada da razão. O que me leva a acreditar que nunca acharei meu lugar na história, pois UMA LOUCA NÃO VIVE SEGUNDO O RACIONAL, preocupa-se mais com a futilidade e a incerteza dos acontecimentos presentes e menos com as previsões e reflexões sobre o futuro.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Seja Feliz !!!

Durante um seminário para casais, perguntaram a uma das esposas: - "Seu marido lhe faz feliz? Ele lhe faz feliz de verdade?" Neste momento, o marido levantou seu pescoço, demonstrando total segurança.Ele sabia que a sua esposa diria que sim, pois ela jamais havia reclamado de algo durante o casamento. Todavia, sua esposa respondeu a pergunta com um sonoro "NÃO", daqueles bem redondos! - "Não, o meu marido não me faz feliz"! (Neste momento o marido já procurava a porta de saída mais próxima). - "Meu marido nunca me fez feliz e não me faz feliz! Eu sou feliz". E continuou "O fato de eu ser feliz ou não, não depende dele; e sim de mim. Eu sou a única pessoa da qual depende a minha felicidade. Eu determino ser feliz em cada situação e em cada momento da minha vida, pois se a minha felicidade dependesse de alguma pessoa, coisa ou circunstância sobre a face da Terra, eu estaria com sérios problemas. Tudo o que existe nesta vida muda constantemente: o ser humano, as riquezas, o meu corpo, o clima, o meu chefe, os prazeres, os amigos, minha saúde física e mental. E assim eu poderia citar uma lista interminável. Eu decido ser feliz! Se tenho hoje minha casa vazia ou cheia: sou feliz! Se vou sair acompanhada ou sozinha: sou feliz! Se meu emprego é bem remunerado ou não: eu sou feliz! Sou casada mas era feliz quando estava solteira. Eu sou feliz por mim mesma. As demais coisas, pessoas, momentos ou situações eu chamo de "experiências que podem ou não me proporcionar momentos de alegria e tristeza”. Quando alguém que eu amo morre, eu sou uma pessoa feliz num momento inevitável de tristeza. Aprendo com as experiências passageiras e vivo as que são eternas como amar, perdoar, ajudar, compreender, aceitar, consolar. Há pessoas que dizem: hoje não posso ser feliz porque estou doente, porque não tenho dinheiro, porque faz muito calor, porque alguém me insultou, porque alguém deixou de me amar, porque eu não soube me dar valor, porque meu marido não é como eu esperava, porque meus filhos não me fazem felizes, porque meus amigos não me fazem felizes, porque meu emprego é medíocre e por aí vai. Amo a vida que tenho mas não porque minha vida é mais fácil do que a dos outros. É porque eu decidi ser feliz como indivíduo e me responsabilizo por minha felicidade. Quando eu tiro essa obrigação do meu marido e de qualquer outra pessoa, deixo-os livres do peso de me carregar nos ombros. A vida de todos fica muito mais leve. E é dessa forma que consegui um casamento bem sucedido ao longo de tantos anos. Nunca deixe nas mãos de ninguém uma responsabilidade tão grande quanto a de assumir e promover sua felicidade! SEJA FELIZ, mesmo que faça calor, mesmo que esteja doente, mesmo que não tenha dinheiro, mesmo que alguém tenha lhe machucado, mesmo que alguém não lhe ame ou não lhe dê o devido valor. Peça apenas ao Deus que lhe dê serenidade para aceitar as coisas que você não pode mudar, coragem para modificar aquelas que podem ser mudadas e sabedoria para conseguir reconhecer a diferença que existe entre elas. NÃO REFLITA, APENAS. MUDE! E SEJA FELIZ!